BNDES anuncia R$ 3 bilhões de reais para o Plano Safra 2023/2024 - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, domingo, 3 de março de 2024


BNDES anuncia R$ 3 bilhões de reais para o Plano Safra 2023/2024

Recursos complementam o crédito para custeio e investimento de produtores e cooperativas na safra.

Publicado em: 11/01/2024 às 05h44

Correio do Povo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou, na terça-feira (09.01), o repasse de mais R$ 3 bilhões para subsidiar as operações de crédito no âmbito do Plano Safra 2023/2024. O aporte servirá para custeio e investimento, como ampliação da produção, aquisição de máquinas e equipamentos, armazenagem e inovação. E pode ser tomado por produtores empresariais, familiares ou cooperativas.

Com o complemento, os recursos ainda disponíveis para financiar a produção rural brasileira, até 30 de junho, somam R$ 8,5 bilhões, segundo a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. “Os produtores rurais precisam estar atentos, pois os recursos dessa linha, que são repassados para as instituições credenciadas, estão próximos de serem completamente utilizados”, alertou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

Para o economista-chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz, é preciso avaliar o anúncio à luz da participação dos recursos livres no financiamento da safra brasileira. “Os valores estão sendo largados a conta-gotas e o plano safra só não está travado por causa dos recursos livres, que sequer deveriam compor o anúncio do governo.

Esta liberação resolve a parte de cima da fila, que já está formada com projetos já apresentados”, comenta. “Quero dizer que os produtores empilham projetos nos bancos. Os mais novos vão para baixo da pilha e os mais antigos ficam mais para cima”, elucida.

Um dia antes do anúncio, a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), divulgou o balanço parcial do valor desembolsado pelo Plano Safra de julho a dezembro de 2023. O valor soma R$ 249 bilhões, sendo R$ 214 bilhões tomados pela agricultura empresarial. A quantia equivale a 59% dos R$ 364,2 bilhões previstos ao segmento.

“É importante destacar a contribuição da fonte não controlada da Letra de Crédito do Agronegócio (LCA Livre) para o funding do crédito rural, que respondeu por 48% do total das aplicações da agricultura empresarial nos primeiros seis meses da safra atual, situando-se em R$ 102,6 bilhões”, informou a pasta.