Marçal segue na liderança, mas Alan Guedes cresce e se isola em 2º em Dourados, diz Ranking - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, domingo, 3 de março de 2024


Marçal segue na liderança, mas Alan Guedes cresce e se isola em 2º em Dourados, diz Ranking

Publicado em: 04/12/2023 às 10h19

Edivaldo Bitencourt

O ex-deputado estadual Marçal Filho segue na liderança na disputa pela Prefeitura de Dourados, segundo pesquisa do Instituto Ranking Brasil Inteligência. O prefeito Alan Guedes (PP) cresceu até nove pontos, isolou-se no 2º lugar a menos de um ano das eleições e deve polarizar a disputa com o ex-aliado.

Os demais candidatos seguem em queda ou abaixo de dois dígitos. O vice-governador José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PP), caiu cinco pontos para o 3º lugar. A pesquisa ouviu mil eleitores entre os dias 1º e 3 deste mês em Dourados. A margem de erro é de 3% para mais ou menos.

De acordo com o Ranking, no primeiro cenário com mais candidatos, Marçal está com 34,2%, seguido por Alan com 15,40%, Barbosinha com 10,30%, pela deputada estadual Lia Nogueira (PSDB) com 4%, pelo deputado estadual Renato Câmara (MDB) com 2,8%, pelo empresário Jeferson Bezerra com 2%, pelo superintendente do Patrimônio da União, Tiago Botelho (PT), com 1,70%, pelo farmacêutico Hacib Harb com 1,30%, por Gianni Nogueira (PL) com 1,20%, Arquimedes Ferrenho com 1,10% e Tenente Nantes com 0,03%. Nulos, brancos e indecisos somam 25,70%.

Cotado para ser o candidato do PSDB à prefeitura em 2024, Marçal segue firme e subiu quase dois pontos em relação ao levantamento anterior, quando 32,5%. O principal adversário deve Alan Guedes, que subiu nove pontos e saltou de 6,20% para 15,40%. Com a máquina, o atual prefeito deverá polarizar a disputa com o ex-deputado e repetir uma guerra entre PSDB e PP no município.

Barbosinha perdeu força na disputa, já que integra o partido de Guedes e a outra opção poderia ser o PSDB de Reinaldo Azambuja, que vai receber Marçal. Ele caiu de 16% para 10,3%. O mesmo ocorre com Lia, que oscilou de 5% para 4%.

Outros destaques da pesquisa é a estabilidade do candidato do PT na lanterna. Após o bom desempenho nas eleições para o Senado, o advogado Tiago Botelho segue com 1,70%, oscilando em relação ao anterior, quando tinha 2,4%.

Mulher do deputado federal Rodolfo Nogueira, Gianni também não conseguiu se aproveitar da popularidade na segunda maior cidade do Estado e está com 1,20% na primeira vez em que é incluída no levantamento. O PL ainda avalia apoiar Marçal ou Alan Guedes em 2024.

No segundo cenário, Marçal amplia a liderança e chega a 36,3%, o dobro do percentual de Guedes, com 17,3%. Barbosinha, que deve ficar fora da disputa, tem 11%, seguido por Jeferson com 3,1%, Tiago com 2,70%, Gianni com 1,5% e Hacib com 1,4%. Indecisos, brancos e nulos somariam 26,5%.

No terceiro cenário, Marçal segue com o dobro de intenções de votos do atual prefeito, 40% contra 19,1%. Barbosinha fica em 3º com 12% e Gianni com 1,80%. A mulher de Rodolfo segue na lanterna e com um índice pífio mesmo em um cenário com número reduzido de candidatos. Sem candidato ou nulo seriam de 27%.Alan Guedes lidera a rejeição, com 15,20%, seguido por Tiago com 13%, Renato com 10,5%, Barbosinha 6,7%, Marçal 5,6% e Lia com 4,5%. Os números são baixos e não comprometeriam, a princípio, o desempenho dos principais candidatos em Dourados.Na espontânea, Marçal tem 24%, contra 10,2% de Guedes e 7% de Barbosinha, mostrando uma disputa cristalizada na cidade, até o momento.