Hospital de Câncer faz rifa de trator em busca de recursos para remédios e exames - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, domingo, 3 de março de 2024


Hospital de Câncer faz rifa de trator em busca de recursos para remédios e exames

Hospital de Câncer de Campo Grande lança campanha Novembro Azul e faz rifa de um trator zero-quilômetro, em busca de dinheiro para remédios e exames; avaliado em R$ 260 mil, modelo John Deere 5080E será sorteado no dia 27 de dezembro

Publicado em: 06/11/2023 às 10h31

DA REDAÇÃO

O que fazer com R$ 1.000? Que tal arriscar a sorte e, quem sabe, ganhar um trator avaliado em R$ 260 mil? Isso mesmo. A chance de levar para casa – ou, ainda melhor, para a lavoura – o modelo John Deere 5080E zero-quilômetro foi lançada há duas semanas pelo Hospital de Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão (HCAA) e está aberta até o dia 27 de dezembro, data do sorteio de uma rifa que vai premiar o ganhador com a possante máquina.

O modelo tem motor de três cilindros e potência de 80 cavalos. Sua operação atende às mais diversas tarefas no campo ou mesmo em outros segmentos, como na aviação. Cem por cento do valor arrecadado com o sorteio da máquina será utilizado para a compra de remédios e a realização de exames em prol dos pacientes com câncer.

A rifa, que já vendeu quase 200 números, ganha uma turbinada na manhã de hoje, com o lançamento da campanha Novembro Azul 2023, a partir das 9h30min, no HCAA (Rua Marechal Rondon, nº 1.053). Voltada ao público masculino, a campanha oferece a realização gratuita de exames PSA (sangue) para homens de 45 anos a 75 anos. Esse tipo de exame é fundamental para o diagnóstico e a prevenção do câncer de próstata.

Os números da rifa podem ser adquiridos pelo site www.ajudeohc.com.br. Para participar, basta escolher um número, no valor de R$ 1 mil, e participar do sorteio do trator. Pode concorrer ao prêmio qualquer pessoa física, maior de 18 anos, com CPF válido, residente e domiciliada em qualquer estado brasileiro. O ganhador será definido por meio de sorteio da Loteria Federal do dia 27/12/2023, conforme Certificado de Autorização SER/ME nº 01.029449/2023.

PARA AS DESPESAS


Quase todos os pacientes atendidos no HCAA – 99%, segundo a sua assessoria – são oriundos do Sistema Único de Saúde (SUS), vindos da Capital e do interior do Estado e de países vizinhos, como Bolívia e Paraguai. “Nossa expectativa é grande, assim como nossa necessidade de angariar recursos para o hospital, que, como toda instituição filantrópica, enfrenta muitas dificuldades para conseguir manter e ampliar os atendimentos aos pacientes oncológicos”, afirma o presidente do HCAA, Amilcar Silva Júnior.

A meta, segundo o dirigente, é vender “todos” os mil números disponíveis, que totalizam R$ 1 milhão. “Esta quantia é suficiente para sanarmos por cerca de um mês e meio nosso deficit, que ultrapassa os R$ 750 mil por mês, valor que praticamente dobra no fim do ano, com 13º [salário], férias e demais despesas”, contabiliza. “As medicações serão oncológicas e demais outros insumos utilizados mensalmente por nossos pacientes”, informa Amilcar Silva Júnior.

“Os exames são os mais utilizados, como exames laboratoriais e tomografias, raios X, ultrassom, ressonâncias, mamografias e cintilografias, entre outros. Contamos com o apoio e a força do agro e dos demais segmentos da sociedade do nosso estado, que, com certeza, já estão respondendo ao chamado solidário em prol dos pacientes. Neste ano, já ultrapassamos 144 mil procedimentos realizados de janeiro a setembro. É um grande trabalho na luta pela saúde da população. Precisamos e contamos com a ajuda de todos!”, exorta o presidente.

BEM MAIOR


Quem doou o trator foi a Áster Máquinas. “Nosso motivo da doação é a preocupação com a sociedade, poder contribuir para auxiliar o hospital que ajuda a salvar vidas. A Áster não trabalha somente pelo lucro, mas se preocupa também com ajudar a comunidade e a sociedade em atividades filantrópicas pelo maior bem que existe que é a vida”, afirma José Adelino, gerente da empresa em Campo Grande.

“Esse trator pode ser utilizado em qualquer aplicação no agro. Na agricultura, na pecuária, na fruticultura, etc. Pode ser usado para puxar avião no hangar, para roçar a grama. Enfim, dentro do agro, em todos os segmentos”, diz José Adelino.

O HCAA


Instituído como Fundação Carmem Prudente de MS, o Hospital de Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão é não só referência em tratamentos oncológicos, mas o único hospital de Mato Grosso do Sul totalmente especializado em oncologia. Filantrópico, foi criado com a missão de prover tratamento de qualidade, humanizado e célere às pessoas com neoplasias.

O HCAA realiza, em média, 16 mil procedimentos por mês voltados ao diagnóstico, tratamento e reabilitação. De janeiro a setembro deste ano, foram realizados 144.255 procedimentos no hospital, sendo: 44.116 consultas, 50.958 exames laboratoriais, 2.144 cirurgias, 5.866 atendimentos no PAM, 10.418 exames de imagens, 1.027 internações em enfermarias, 11.630 quimioterapias, 404 internações em UTI, 756 radioterapias e 16.936 exames anatomopatológicos.

A instituição tem em suas instalações acelerador linear e infraestrutura adequada com centro cirúrgico, UTI, farmácia, agência transfusional, laboratório de análises clínicas, em parceria com a Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (Afip), consultórios, apartamentos, áreas de quimioterapia e radioterapia e pronto atendimento 24 horas.

Altamente capacitadas, as equipes médicas e multiprofissionais (enfermagem, fisioterapia, psicologia, nutrição, fonoaudiologia, farmacêuticos, odontologia e serviço social) atuam com amor, respeito e foco na humanização. Indo além, profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD/HCAA) vão até os lares dos pacientes que mais necessitam.