Fitch eleva nota do Sicredi em Rating Nacional de Longo Prazo - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, domingo, 3 de março de 2024


Fitch eleva nota do Sicredi em Rating Nacional de Longo Prazo

Classificação da instituição financeira cooperativa passou de AA para AA+.

Publicado em: 04/11/2023 às 07h25

Kristianne dos Santos Perez

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com presença em todo o Brasil, teve o Rating Nacional de Longo Prazo elevado pela Fitch Ratings, agência de classificação de risco de crédito. Conforme a agência, o aumento de “AA” para “AA+” demonstra a manutenção de bons indicadores financeiros do Sicredi, além refletir o seu atual perfil de negócios e de risco.
 
“A classificação da Fitch reforça a solidez do nosso Sistema e o quanto o modelo cooperativo é confiável e seguro. Construímos isso ao longo de mais de 120 anos, e as perspectivas indicam para um crescimento consistente e sustentável no futuro, com expansão em todo o Brasil”, afirma Alexandre Barbosa, diretor executivo de Sustentabilidade, Administração e Finanças do Sicredi. 
 
Segundo a Fitch, o Sicredi tem conseguido manter bons indicadores, com um melhor ambiente operacional e estrutura de captação e de liquidez que acompanha seu crescimento.  A agência ainda considerou, na revisão, o atual perfil de negócios e de risco do Sicredi, com ganho de escala sustentado pela estratégia de diversificação de produtos e serviços, conectados com os planos de expansão física e manutenção de bons controles de risco.

“A proximidade que existe na relação do Sicredi com seus associados é uma das experiências mais incríveis do nosso modelo de atuação. O resultado financeiro é importante, mas buscamos uma relação de longo prazo. Procuramos entender o que que cada um dos nossos mais de 7 milhões de associados precisam, ganhando a sua confiança e contribuindo para o seu desenvolvimento”, ressalta Barbosa. 
 
Outro ponto que levou a instituição de avaliação Fitch Ratings a divulgar uma avaliação positiva é que os investimentos financeiros do Sicredi têm um perfil de baixo risco de crédito e alto grau de liquidez, porque são regidos por políticas de risco bem articuladas, que visam minimizar os riscos de mercado, liquidez e operacional. A agência destacou ainda que o perfil de risco da instituição é apoiado por sete fundos garantidores e um mecanismo de garantia solidária que implicam alta fungibilidade de liquidez e capital entre os membros.