MS enfrenta uma das maiores estiagens dos últimos anos, esteja alerta às queimadas - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, quarta-feira, 10 de agosto de 2022


MS enfrenta uma das maiores estiagens dos últimos anos, esteja alerta às queimadas

MS enfrenta uma das maiores estiagens dos últimos anos, esteja alerta às queimadas

Publicado em: 24/07/2022 às 07h09

Assessoria

Mato Grosso do Sul enfrenta uma das maiores estiagens dos últimos anos. Durante este período, o nível de chuvas diminui, a vegetação e o solo ficam secos e propícios para a ocorrência de incêndios.

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), registrou, via satélite, 2.165 focos de incêndio no estado entre junho e julho de 2022. Ainda segundo o Instituto, Mato Grosso do Sul se encontra em uma região de alerta para baixa umidade e em perigo potencial de incêndios.

Apenas na manhã deste sábado, o Correio do Estado já recebeu duas notificações de incêndios na Capital. Um registrado na rua Soldado Reinaldo, e outro na Av Ministro João Arinos, em frente a delegacia. Esteja atento às queimadas e comunique o Corpo de Bombeiros caso presencie algum foco.

Além de causar prejuízos ambientais e para a saúde pública, as queimadas são classificadas como crime ambiental passível de multa quando provocadas intencionalmente.

Decreto de emergencial

Na última segunda-feira (18.07), uma reunião foi realizada com o objetivo de debater as tratativas que seriam tomadas pelas autoridades para combater os incêndios florestais. Esta resultou na publicação do decreto de emergência de incêndios florestais de Mato Grosso do Sul e na reativação Centro Integrado de Monitoramento dos Bombeiros.

A reunião contou com a participação do secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Antônio Carlos Videira, da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), o coronel Dijan Leite, comandante geral do Corpo de Bombeiros do MS, e André Borges, diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul.

O decreto foi assinado na última quinta-feira (21.07) e divulgado no Diário Oficial da sexta-feira (22.07). Ele emite estado de emergência de 180 dias em 14 municípios, são eles: Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho, Sonora, Coxim, Bodoquena, Jardim, Bonito, Anastácio, Rio Verde do Mato Grosso, Corguinho e Rio Negro.