Anvisa recomendou a suspensão definitiva da temporada de cruzeiros no Brasil - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, sábado, 29 de janeiro de 2022


Anvisa recomendou a suspensão definitiva da temporada de cruzeiros no Brasil

Até 6 de fevereiro, foram registrados 1.177 casos positivos de Covid-19 entre tripulantes e passageiros, afirma a agência

Publicado em: 13/01/2022 às 07h41

ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão definitiva da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, como ação necessária à proteção da saúde da população. O documento foi encaminhado ao Ministério da Saúde e à Casa Civil da Presidência da República, na tarde de quarta-feira.

Com o aumento de casos de Covid-19 registrados em embarcações que realizam viagens pela costa brasileira nesta temporada de verão, a Anvisa já havia recomendado a suspensão temporária de navios de cruzeiro, preventivamente, até que houvesse mais dados disponíveis para avaliação do cenário epidemiológico. As empresas anunciaram a suspensão dos cruzeiros no Brasil até o próximo dia 21.

"Os protocolos definidos pela Anvisa para operação dos navios de cruzeiro no Brasil trouxeram dispositivos que permitiram acompanhar o cenário epidemiológico nas embarcações durante quase dois meses e foram fundamentais para se identificar rapidamente a alteração no número de casos a bordo na penúltima semana epidemiológica de 2021", afirma a agência em nota.

Desde então, a Anvisa vem avaliando a evolução do cenário epidemiológico e observou "o aumento vertiginoso do número de casos nas embarcações e no Brasil". "Portanto, a agência entende que o cenário atual é desfavorável à continuidade das operações dos navios de cruzeiro. Nesse sentido, com fundamento no princípio da precaução e a partir de todos os dados disponíveis, recomendou a suspensão definitiva da temporada de navios de cruzeiro no Brasil, como ação necessária à proteção da saúde da população", avaliou a agência.

Os dados demonstram que, das cinco embarcações em operação no Brasil, três estão classificadas no Nível 04, sinalizando cenário de alerta quanto à disseminação do vírus Sars-Cov-2 e eventual mudança de contexto epidemiológico.

Até 6 de fevereiro, foram registrados 1.177 casos positivos de Covid-19 entre tripulantes e passageiros. "A evolução da identificação de casos positivos demonstra um aumento vertiginoso dos casos de Covid-19 a bordo das embarcações nos últimos dias, indicando uma mudança radical do cenário epidemiológico", afirma em nota.

Esse aumento pode ser confirmado pelos dados disponíveis, que dão conta da detecção de 31 casos de Covid-19 aos 55 dias iniciais da temporada (de 1º/11 a 25/12), com uma explosão acentuada a partir do dia 26/12, tendo sido registrados 1.146 casos em apenas 12 dias (de 26.12 a 06.01), o que representa um aumento de 37 vezes nesse período