Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado nesta quinta-feira - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, sábado, 4 de dezembro de 2021


Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado nesta quinta-feira

Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado nesta quinta-feira

Publicado em: 25/11/2021 às 05h24

Brasil 61

A diminuição de 10% no número de doadores por conta da pandemia da Covid-19 e a proximidade das festas de fim de ano dão um peso ainda maior ao Dia Nacional do Doador de Sangue, que será celebrado nesta quinta-feira (25.11). Por isso, hemocentros e unidades de coleta de todo o país se mobilizam para homenagear os doadores, mas também incentivar novos voluntários a participarem desse ato que salva vidas. 

Segundo as autoridades de saúde, o medo disseminado por conta da Covid-19 foi o fator que mais contribui para queda no número de doadores no ano passado. Por conta disso, alguns hemocentros apresentaram redução crítica no estoque de bolsas de sangue e precisaram acionar o Plano Nacional de Contingência de Sangue. Entre eles as hemorredes do Piauí, Santa Catarina e Rondônia, por exemplo. Dessa forma, o Ministério da Saúde teve que remanejar as bolsas de sangue entre os estados para que não houvesse escassez. 

O hematologista Eduardo Monpecelli destaca que as doações se fazem ainda mais importantes com a proximidade das festas de fim de ano, em que mais pessoas viajam e os acidentes se tornam mais frequentes. “A maioria das pessoas viaja de férias para algum lugar e os hospitais não param. Há também a questão do trauma dos pacientes que podem se acidentar. Aumenta a demanda dos hospitais também em transfusões maciças e algumas transfusões de urgência que podem ser solicitadas”, diz. 

Ele afirma que é seguro doar sangue e apela por novos voluntários. “Quando uma pessoa vem doar, ela pode salvar quatro vidas, porque de cada doação a gente consegue retirar, fracionar, quatro hemocomponentes. Então, a gente faz esse pedido de que esses doadores venham pra que a gente consiga manter sempre os estoques e repor os hospitais”, destaca.

Covid e doação de sangue

Segundo o hematologista, não há comprovação científica de que haja contaminação por Covid-19 a partir de transfusão sanguínea. Há apenas uma ressalva: o potencial doador tem que esperar 30 dias após a recuperação para se dirigir a uma unidade de coleta mais próxima. 

Quem já tomou a vacina contra o novo coronavírus também tem que esperar um tempo antes de doar sangue. O intervalo varia de acordo com o imunizante que a pessoa recebeu. Veja abaixo: 

CoronaVac -  48 horas

AstraZeneca - 7 dias

Pfizer -  7 dias

Janssen -  7 dias

Biomédica e coordenadora do serviço de hematologia no Hospital Santa Marta, Rita Mejias diz que a pandemia trouxe mudanças no processo para doação de sangue em todo o país. “Medidas preventivas foram incorporadas às rotinas dos hemocentros justamente para atender esses doadores de sangue durante a pandemia. Foram criados protocolos na triagem clínica, onde nós visamos a proteção desse doador: afastamento das cadeiras, distanciamento na fila de cadastro, uso de EPIs, atendendo a todos os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde”, reforça.