PSDB contrata outra empresa de computação para 'salvar' suas prévias presidenciais - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, terça-feira, 7 de dezembro de 2021


PSDB contrata outra empresa de computação para 'salvar' suas prévias presidenciais

Reinaldo Azambuja apoia governador do RS na disputa com Sergio Moro, Lula e Jair Bolsonaro em 2022

Publicado em: 24/11/2021 às 08h02

Celso Bejarano

Depois do fiasco de domingo, nas prévias do PSDB para a escolha do pré-candidato à presidência da República pelo partido, com a votação suspensa por falhas no aplicativo, os tucanos anunciaram em Brasília na tarde de terça-feira (23.11) a contratação de uma empresa que, antes de fechar o negócio, deve ser testada pelos postulantes à vaga pela candidatura.

No caso, os governadores João Dória (SP), Eduardo Leite (RS) e Arthur Virgílio (ex-prefeito de Manaus e ex-senador), devem checar o serviço para, depois, baterem o martelo no recrutamento da empresa questão, a D.Vota, que pertence a RelataSoft, especializada em tecnologia eleitoral.

No domingo, a votação começou pela manhã, contudo, no início da noite, o pleito foi interrompido por instabilidade no aplicativo. Só conseguiram votar o tucanos com mandatos, como governadores, vices, deputados federais e parlamentares federais e que foram a Brasília. O restante, principalmente vereadores e filiados sem mandatos, não conseguiram completar o voto.

Em nota breve, o PSDB informou que O PSDB "foi vítima de um problema técnico nas prévias para escolher seu candidato à presidência da República e busca meio para retomá-las". O comunicado dis também que "entre as possibilidades, já há empresa que será submetida ao teste de estresse por todas as candidaturas.

Mais alternativas estão em análise. Ainda não foi apresentado diagnóstico do ocorrido pela Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), desenvolvedora do aplicativo que apresentou falhas". A sigla conclui a nota dizendo que "o fundamental é garantir o voto dos filiados já cadastrados. Os votos já registrados na urna e em aplicativo estão válidos e serão computados".

PREFERÊNCIA

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, tucano, e a presidência do partido, em MS, que votaram em Brasília, no domingo, informaram que apoiam o governador do RS, Eduardo Leite.

Até agora, o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, o ex-presidente Lula, do PT e o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, do Podemos, figuram como pré-candidatos à presidência da República.