Maior frio de SC em 69 anos pode ser registrado nesta semana, inicia quarta-feira - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, sábado, 13 de agosto de 2022


Maior frio de SC em 69 anos pode ser registrado nesta semana, inicia quarta-feira

Florianópolis pode ainda ter menor temperatura dos últimos 21 anos; onda de temperaturas baixas pode chegar no fim de julho. Último recorde foi em 1952.

Publicado em: 26/07/2021 às 06h39


Santa Catarina pode ter um novo recorde histórico de frio nesta semana, conforme os dados da previsão do tempo. As temperaturas mínimas na Serra podem ficar entre -10° C e -12° C, semelhante a menor temperatura já registrada em SC, que foi em Caçador, em 1952, há 69 anos. Isso porque, de acordo com o meteorologista Leandro Puchalski, uma nova e intensa massa de ar frio polar poderá reduzir – e muito – as temperaturas mínimas do Estado.

Além do frio extremo, a neve também deve aparecer na Serra durante essa semana. Ainda segundo informações do meteorologista da NSC, a capital do Estado pode ter o maior frio dos últimos 21 anos. Conforme a previsão, Florianópolis pode ter a menor temperatura desde 2000, ano em que os termômetros registram 0°C na cidade.

maior impacto trazido por essa onda de frio intenso em SC deverá ser percebido na Serra Catarinense. Na região do Estado conhecida pelo frio extremo, a previsão é ainda mais assustadora. Conforme dados meteorológicos, as mínimas mais baixas podem ser registradas a partir de quarta-feira. Na quinta, o frio extremo deve se espalhar por toda Santa Catarina.

Embora a expectativa de frio intenso ainda esteja apenas nas previsões, a Defesa Civil de Santa Catarina já emitiu um comunicado. Segunda a nota no site da Defesa Civil, “considerando as projeções atuais, pode ser o frio mais intenso do ano até o momento”. Há risco de congelamento de pista, além da indicação de neve durante a semana.

Conforme a meteorologista da Defesa Civil, Carolina Kannenberg, a previsão ainda pode sofrer mudanças, já que a indicação é só para o meio da próxima da semana. Porém, a Defesa Civil já prepara alertas para a onda extrema de frio em SC e deve acompanhar de perto a oscilação das temperaturas.