Terça-feira, 7 de julho de 2020

Mesmo após redução nas refinarias, gasolina fica mais cara nos postos

Mesmo após redução nas refinarias, gasolina fica mais cara nos postos

Publicado em: 09/03/2020 às 06h37


O corte de 4% no preço da gasolina nas refinarias, anunciado pela Petrobras e vigente desde o início de março, não refletiu nos postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul. Ao contrário, o valor do litro subiu. Conforme levantamento semanal da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), a gasolina ficou R$ 0,016 mais cara no Estado, na comparação da última semana (1º a 7 de março) com a anterior (23 a 29 de fevereiro).


O preço médio em Mato Grosso do Sul subiu de R$ 4,542 para R$ 4,558. A variação seguiu entre R$ 4,349, valor mais baixo encontrado, e R$ 4,999, o mais caro.

Em Campo Grande, a gasolina nas bombas ficou na média de R$ 4,466, preço mais em conta do Estado. Corumbá registrou o valor médio mais alto na semana passada - R$ 4,935.


Diesel
- A Petrobras decidiu reduzir também o valor do diesel nas refinarias, em 5%. Ao contrário da gasolina, o combustível mostrou retração em Mato Grosso do Sul.

O preço médio, que de 23 a 29 de fevereiro ficou em R$ 3,745, caiu quase um centavo e terminou em R$ 3,737 entre 1º e 7 de março.

Em Campo Grande ,foi possível encontrar o combustível a R$ 3,444 por litro na última semana. O valor mais caro identificado pela ANP no Estado foi de R$ 4,197, em Três Lagoas.