Quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Santos Futebol Clube e Robinho suspendem contrato após pressão de patrocinadores

Clube e jogador anunciaram que a decisão foi tomada em comum acordo

Publicado em: 17/10/2020 às 07h22


O Santos e o atacante de futebol Robinho anunciaram a suspensão do contrato entre o clube e o jogador, na sexta-feira (16.10). O retorno ao clube tinha ocorrido em 10 de outubro.

O rompimento do contrato ocorreu após as gravações que levaram a condenação do jogador por estupro serem reveladas. Nesta sexta-feira, patrocinadores solicitaram do clube a desvinculação do atleta ao time e ao clube.

Na nota, emitida pelo clube, o Santos Futebol Clube diz que a decisão foi em comum acordo com o jogador e que ela se dá para que ele possa se concentrar em sua defesa no julgamento em segunda instância, na Itália.

Robinho também se pronunciou por meio de suas redes sociais. "Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão junto do presidente de suspender meu contrato neste momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão e aqueles que gostam de mim, vou provar minha inocência", afirmou Robinho.

Na quarta-feira (14.10), o Santos tinha emitido um comunicado em defesa de Robinho e lamentado o que chamou de "era dos cancelamento". Com relação ao processo do atleta Robson de Souza, o clube não pode entrar no mérito da acusação, pois o processo corre em segredo de Justiça na Itália e sobretudo o Santos FC orgulha-se de, em sua história, sempre respeitar as garantias fundamentais do ser humano, dentre as quais, a presunção da inocência e o respeito ao devido processo legal", afirmou.

Robinho chegou ao Santos como grande contratação para a temporada. Era a aposta de marketing para um clube que está sem patrocínio master desde o final de 2018 e poderia repetir boas atuações e trazer os holofotes, como conseguiu em suas outras passagens. Mas a condenação por estupro em 1ª instância na Itália - a decisão do Tribunal de Milão ainda não é definitiva e é alvo de contestação da defesa do jogador - ganhou enorme repercussão nos últimos dias e a pressão dos patrocinadores aumentou bastante.

Muitas empresas que estampam suas marcas na camisa do Santos já avisaram que, se o contrato com o atacante não fosse rescindido, o patrocínio seria retirado. A primeira a tomar a iniciativa foi a Orthopride, que já rompeu o contrato de patrocínio que tinha com o clube até fevereiro de 2021. A empresa de ortodontia estética estampava sua marca dentro do número das camisas e não quis ter seu nome atrelado a um jogador condenado por estupro.

Nota do Clube - Santos FC

"O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália."