Renato/Daniela e Barbosinha/Geraldo mexem o tabuleiro político em Dourados (MS) - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 29 de março de 2020


Renato/Daniela e Barbosinha/Geraldo mexem o tabuleiro político em Dourados (MS)

Renato/Daniela e Barbosinha/Geraldo mexem o tabuleiro político em Dourados

Publicado em: 17/03/2020 às 07h12

Clóvis de Oliveira

Enquanto a ‘janela’ partidária estimula o cortejo a vereadores que podem migrar de partidos neste mês de março, o tabuleiro político da sucessão municipal vai promovendo novos deslocamentos em peças chaves da disputa eleitoral que se anuncia para outubro.


Uma fotografia publicada nos ‘stories’ da página do deputado estadual Renato Câmara (MDB) no perfil que mantém no Instagram, traçando alvos e projetando eventuais alianças partidárias para a disputa deste ano, com a vereadora Daniela Hall (PSD), despertou comentários curiosos.


Renato e Daniela presidem os respectivos partidos no Município, alinhados ao projeto estadual que vem sendo perseguido pelo ex-governador André Puccinelli e o senador Nelsinho Trad, muito mais buscando fortalecer as aspirações de olho em 2022.

Conjecturando sobre o futuro


De outro lado, o encontro do deputado Barbosinha, aspirante de candidato a prefeito pelo DEM com o deputado licenciado e atual secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, ex-candidato a prefeito tucano em 2016, também atiçou a curiosidade de quem testemunhou o pé-de-ouvido entre ambos durante visitas a canteiros de obras de empreendimentos públicos no Município.


Há pouco mais de três meses para as convenções que vão homologar as candidaturas oficiais, os quatro nomes envolvidos nessa conversação de fim de semana se apresentam, todos, com pretensões de disputar a Prefeitura. Geraldo e Barbosinha integram o mesmo projeto, como membros da base de sustentação do governador Reinaldo Azambuja nos respectivos partidos.


Nos detalhes, Renato e Daniela traçam uma linha imaginária da disputa que vislumbram, de um lado, com MDB e PSD juntos, dispostos a enfrentar chapa que, conjecturam, teria, juntos, PSDB e DEM, de Geraldo e Barbosinha, mais o PTB do deputado Neno Razuk e, por consequência, da mãe dele, a atual prefeita Délia Razuk.


São evidências, esses ensaios, de que o caldeirão da sucessão começa a ser aquecido em fogo brando, até que chegue a estação do inverno, quando o angu, ou o mingau, estará sendo preparado em maior quantidade. Para ser degustado pelas beiradas?!