Veja quais cidades de MS estão com casos suspeitos de coronavírus - Caarapó Online

Caarapó - MS, quinta-feira, 28 de maio de 2020


Veja quais cidades de MS estão com casos suspeitos de coronavírus

Do total de casos investigados, 29 são em Campo Grande (MS)

Publicado em: 17/03/2020 às 07h06

Mariane Chianesi

Mato Grosso do Sul tem quatro casos confirmados de Covid-19, o novo coronavírus, segundo boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde). Ainda existem 33 casos sob suspeita no Estado, sendo 29 casos suspeitos em Campo Grande e 4 em cidades do interior.


Quatro casos em Campo Grande


O Boletim Epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou, na tarde desta segunda-feira (16), o 4° caso de paciente contaminado com o coronavírus em Campo Grande. O paciente é um servidor da Segov (Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais), de 46 anos, e que está passando por tratamento em isolamento no Hospital da Cassems.


Conforme o boletim, são 33 pacientes sob suspeita da doença, 4 positivos para o Covid-19. Segundo o secretário da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), José Mauro Castro, o paciente já está passando pelo isolamento e tratamento no hospital da Capital, e a família também passará pelos exames necessários. Nesta tarde, membros da saúde do Município e Estado participam de reunião para traçar um plano de contingência em combate a pandemia do novo coronavírus.


O terceiro caso teve teste positivo para a doença hoje, sendo do empreiteiro campo-grandense André Luiz dos Santos, que estava internado no Hospital Cassems, em São Paulo. A família dele também está passando por exames e estão em isolamento domiciliar.


Durante a reunião, o Ministério Público ressaltou que não é momento de pânico, e sim de prevenção. Segundo o secretário da Sesau, nestes três últimos dias foram feitos 63 exames nas unidades. Ele orienta que a população procure atendimento nos postos de saúde caso sinta todos os sintomas da doença, para evitar descarte desnecessário dos insumos. Caso seja necessário e o número de casos confirmados subam, cirurgias eletivas podem ser suspensas na Capital.