Nem aí com preço da gasolina, deputados torraram R$ 830 mil com combustível - Caarapó Online

Caarapó - MS, quarta-feira, 11 de dezembro de 2019


Nem aí com preço da gasolina, deputados torraram R$ 830 mil com combustível

Deputados não estão nem aí com o aumento da gasolina ao povo, deputados torraram R$ 830 mil somente com combustível

Publicado em: 16/11/2019 às 07h04

Edivaldo Bitencourt

A favor do aumento na alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre a gasolina de 25% para 30%, os 15 deputados estaduais utilizaram R$ 830,1 mil da verba indenizatória para gastar com combustível e lubrificantes, conforme o Portal da Transparência da Assembleia Legislativa.


Enquanto o eleitor faz as contas do impacto do aumento na carga tributária, que poderá encarecer o litro da gasolina em R$ 0,30 nos postos, os parlamentares possuem motivos de sobra para não se preocupar com esse gasto.


Pela legislação, para custear o mandato, cada deputado tem direito ao gasto mensal de R$ 36,3 mil, que pode ser destinado para locação de imóveis e veículos, divulgação, consultoria, locomoção e combustível.


Os 15 deputados favoráveis ao pacote de maldades de Reinaldo Azambuja (PSDB), que inclui ainda o aumento de até 71% na alíquota do Fundersul sobre o agronegócio e a perpetuação do reajuste de 50% no ITCD, utilizaram R$ 830.112,42 de com combustível de janeiro a setembro deste ano. O valor oscilou entre R$ 7,4 mil a R$ 92,8 mil.


Isso significa gasto médio de R$ 6,1 mil por mês por cada um dos 15 parlamentares favoráveis ao aumento da carga tributária. Por dia, eles tiveram R$ 204,96 por dia para gastar com gasolina (50,8 litros), etanol (61,8 litros) ou diesel (55,2 litros).


O campeão de gastos foi o deputado estadual Onevan de Matos, 76 anos, do PSDB, e no 9º mandato consecutivo. O tucano torrou R$ 92.856,07 de janeiro a setembro deste ano apenas com combustível e lubrificantes. Isso significa gasto mensal de R$ 10,3 mil. O vice-campeão foi o deputado Zé Teixeira (DEM), representante de Dourados e região.

 

Confira o gasto com combustível de 7 dos deputados que votaram SIM a aumento do ICMS maior sobre a gasolina

 

  DEPUTADO   Valor Gasto
1 Onevan de mATOS PSDB R$ 92.856,07
2 Zé Teixeira DEM R$ 90.038,88
3 Felipe Orro PSDB R$ 84.389,83
4 Evander Vendramini PP R$ 80.374,93
5 Márcio Fernandes MDB R$ 74.598,44
6 Lídio Lopes Patriota R$ 74.081,17
7 Barbosinha DEM R$ 64.050,26

 


Onevan de Matos tirou R$ 343,91 por dia dos cofres públicos para abastecer seus veículos. Caso optasse apenas pela gasolina, ele teria comprado 85 litros por dia – quantidade suficiente para percorrer 682 quilômetros, quase duas vezes a distância entre Campo Grande e Naviraí, onde tem base eleitoral.


O vice-campeão na utilização da verba indenizatória com combustível é o primeiro secretário da Assembleia Legislativa, Zé Teixeira (DEM), que torrou R$ 90.038,88. O democrata teria gasto R$ 10 mil por mês com combustível. Caso só abastecesse com gasolina, o consumo diário foi de 82 litros, suficiente para fazer três vezes o percurso entre a Capital e Dourados.