AVC: Atenção para os sinais de alerta, isto pode fazer diferença no diagnóstico - Caarapó Online

Caarapó - MS, sábado, 16 de novembro de 2019


AVC: Atenção para os sinais de alerta, isto pode fazer diferença no diagnóstico

Dia Mundial do AVC: Atenção aos sinais de alerta pode fazer toda a diferença

Publicado em: 31/10/2019 às 08h06

douradosagora

Fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão, alteração da fala ou compreensão; alteração na visão (em um ou ambos os olhos); alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

 

O início súbito de qualquer um dos sintomas descritos pode caracterizar um Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido por derrame cerebral, que ocorre quando o fluxo sanguíneo de parte do cérebro é interrompido. Os principais fatores de risco são: pressão alta; tabagismo; colesterol elevado; diabetes; arritmias cardíacas (fibrilação atrial) e histórico familiar.

 

De acordo com a Dra. Sheila Martins, chefe do Serviço Médico de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital Moinhos de Vento, é a principal causa de incapacidade neurológica no Brasil e se caracteriza por uma alteração circulatória focal no cérebro, que causa um déficit neurológico. "O AVC se classifica em dois tipos: isquêmico ou hemorrágico e o diagnóstico ágil e preciso evita danos permanentes ou sequelas, além de determinar a terapia correta a ser adotada, pois ela é diferenciada para cada tipo de AVC", explica.

 

O AVC isquêmico ocorre em 85% dos casos de AVC e se caracteriza pelo comprometimento de alguma artéria cerebral, quando há uma obstrução da artéria, impedindo a passagem de sangue e oxigênio para as células cerebrais, que morrem. Essa condição é chamada de isquemia.

 

O AVC hemorrágico corresponde de 10 a15% dos casos e acontece quando há um rompimento de um vaso cerebral e ocorre sangramento (hemorragia) em algum ponto do sistema nervoso. A diferença do AVC hemorrágico e do AVC Isquêmico é que o segundo decorre da obstrução de uma artéria e não pelo seu rompimento.