Corinthians bate a Chapecoense no Sul, se consolida, e cola no Santos FC - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 31 de maio de 2020


Corinthians bate a Chapecoense no Sul, se consolida, e cola no Santos FC

Corinthians bate a Chapecoense no Sul, se consolida no G4 e cola no Santos FC

Publicado em: 03/10/2019 às 06h47

ESPN

O Corinthians passou longe de demonstrar um bom futebol, mas conseguiu uma vitória importantíssima na noite desta quarta-feira. Jogando na Arena Condá sob uma incessante chuva, a equipe de Fábio Carille sofreu para criar contra a lanterna Chapecoense, foi bem na defesa e contou com um gol de Danilo Avelar na segunda etapa para vencer por 1 a 0, em duelo atrasado da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Corinthians engata a terceira vitória seguida, se consolida no G4 e iguala os mesmos 41 pontos do Santos, mas continua na quarta colocação por ter um triunfo a menos. Já o Verdão do Oeste amarga o sétimo jogo sem vitória, estaciona nos 15 pontos e se mantém na lanterna.

Sem voltar à capital paulista, o Timão tem seu próximo compromisso neste sábado, quando enfrenta o Grêmio, na Arena, em Porto Alegre, às 19 horas (de Brasília). A Chapecoense, por sua vez, segue em casa para receber o Flamengo, no domingo, às 11 horas (de Brasília), novamente na Arena Condá.

Corinthians começa bem, mas cai de produção em primeiro tempo fraco

Com o retorno de Mateus Vital ao time titular, o Corinthians cresceu em criatividade e qualidade no toque de bola para dominar as ações nos primeiros minutos de jogo, empurrando a Chapecoense para o campo de defesa. Foi desse modo que Pedrinho e o próprio camisa 22 arriscaram da entrada da área e exageram na força.

Ao mesmo passo que o Timão caiu de ritmo após o bom início e o gramado começou a apresentar poças d’água por conta da chuva, a partida se tornou monótona e a Chape, abusando das jogadas pelo esquerdo, aproveitou para fazer Cássio sujar o uniforme no gramado molhado em chute de Everaldo, que quase encobriu o goleiro corintiano.

Preso à marcação do time catarinense, o Corinthians buscou uma saída trazendo Pedrinho para o meio e abrindo Vital pela direita. A estratégia até melhorou o setor de criação e a equipe viu o camisa 38 desperdiçar uma das poucas chances de um primeiro tempo sofrível ao chutar da entrada da área rente à trave de Tiepo.

Em menos de 15 minutos da etapa final, Fábio Carille promoveu duas alterações buscando mudar o panorama sonolento do jogo. Sornoza e Gustagol entraram nas vagas do apagado Júnior Urso e do produtivo Pedrinho. Dois minutos depois, com maior presença aérea, Danilo Avelar cabeceou escanteio cobrado por Clayson e abriu o placar.

A Chape respondeu logo na sequência e viu Cássio brilhar. Após lançamento de Régis, Renato Kayzer, em impedimento, chutou para grande defesa do arqueiro. O rebote ficou com Camilo, que viu o ídolo da Fiel fazer nova intervenção à queima-roupa. A jogada seria anulada pelo VAR, mas o camisa 12 mostrou estar ligado no jogo.

Diante de uma equipe com muitas dificuldades na construção ofensiva, o Corinthians mostrou sua rotineira consistência na defesa e não sofreu maiores sustos. Na única jogada que poderia complicar o triunfo alvinegro, Cássio apareceu bem mais uma vez para interceptar cruzamento de Bruno Pacheco e impedir que Kayzer empurrasse para as redes.