Mais quatro novas ambulâncias e carros do Samu aumenta para 14 veículos - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 22 de setembro de 2019


Mais quatro novas ambulâncias e carros do Samu aumenta para 14 veículos

Serviço foi afetado na última semana pela baixas de unidades, quando apenas quatro circulavam na cidade

Publicado em: 17/08/2019 às 07h04

Midiamax

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Campo Grande recebeu, na manhã desta sexta-feira (16), mais quatro ambulâncias que vão integrar a frota do serviço na Capital. Doadas pelo Ministério da Saúde, a aquisição das unidade somam investimento federal de R$ 690,8 mil.

Com as novas unidades, a frota do Samu sobre para 14 ambulâncias. Isso porque, de acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), das 13 que integravam a frota oficialmente – três avançadas e 10 básicas -, 3 deram baixa definitiva devido ao estado de conservação. Atualmente, segundo o Samu, há 8 ambulâncias em atendimento e duas em manutenção preventiva.

A coordenadora do Samu, Maithe Vendas Galhardo, destacou que as novas unidades, a princípio, serão utilizadas como reservas para proporcionar manutenção das unidades antigas sem que haja prejuízo no atendimento à população.

“Essas ambulâncias serão uma reserva da atual frota, para que quando uma estiver em manutenção, não prejudique o atendimento. As quatro ambulâncias também poderão substituir as mais antigas, a depender da situação em que elas se encontrem”, destacou.

A das novas entrega das ambulâncias já havia sido anunciada pela Sesau, mas a previsão era de que isso ocorresse apenas em setembro. A Prefeitura também destacou que deverá adquirir mais 7 ambulâncias, pagas com recursos próprios, para substituição das avariadas.

“A gente não gostaria que houvesse alguma unidade fora de circulação. Para isso vamos iniciar um processo de renovação e ampliação da frota. Creio que se chegarmos ao número de 20 unidades, teremos uma boa quantidade em razão ao número de atendimentos”, destacou o prefeito.

Segundo o Samu, a estimativa é que cada ambulância do serviço na Capital circulem cerca de 8 mil km por mês, número que é considerado alto. Em razão disso, Campo Grande teria, segundo o serviço, o maior número de atendimentos do país, proporcionalmente.

Desfalque


No último dia 7 de agosto, as 13 ambulâncias do Samu, somente 4 estariam em circulação, o que, segundo o Corpo de Bombeiros, prejudicou o atendimento à população.

Naquele dia, o atendimento a pelo menos 8 ocorrências foi prejudicado devido a falta de ambulâncias. Em abril, o Samu já tinha recebido três novas unidades, que substituíram as avançadas em circulação, na época.

A Sesau confirmou as baixas, mas destacou previsão de que 4 seriam liberadas para rodar nas horas seguintes. Apenas duas voltaram a integrar a frota, no entanto.