Contagem regressiva: a 100 dias para o Enem, o que fazer para melhorar o rendimento? - Caarapó Online

Caarapó - MS, sábado, 14 de dezembro de 2019


Contagem regressiva: a 100 dias para o Enem, o que fazer para melhorar o rendimento?

Prova será realizada nos dias 3 e 10 de novembro. Em MS, foram 70,3 mil inscrições

Publicado em: 26/07/2019 às 10h30

Midiamax

Começa nesta sexta-feira (26) a contagem regressiva de 100 dias para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro deste ano. Com isso, surge a dúvida sobre quais rotinas os candidatos devem adotar para garantir mais rendimento nos estudos e, claro, no resultado do exame.

 

Neste ano, o número de candidatos diminuiu. Em Mato Grosso do Sul, foram contabilizadas 70.396 inscrições, contra as 72,3 mil do ano passado. Mas, a redução não pode ser encarada como menos concorrência, já que o Sisu (sistema de Seleção Unificada), adotado pelas universidades federais, pode receber candidatos de outros estados.

 

As rotinas variam de acordo com o objetivo de cada estudante. Há quem foque nas áreas que tem mais dificuldade, mas também há aqueles que acreditam na redação como um divisor de águas. Todas as rotinas, no entanto, revelam preocupação com a prova e pelo menos algumas horas por dia são focadas em se qualificar para o Enem.

 

“Tenho uma rotina de pelo menos três horas de estudos, além da escola. Além de repassar a matéria, eu busco fazer simulados, resolver questões clássicas, principalmente da área de Ciências da Natureza, que costumam derrubar muita gente. Eu tiro o sábado para revisar a matéria da semana e o domingo para relaxar, ver séries, cinema, etc”, conta a estudante do 3º ano do ensino médio Bruna Alves Carvalho, de 17 anos, que já fez o Enem duas vezes como treineira.

 

“A redação é o mais difícil pra mim, porque não basta ir bem nas questões. Então, todos os dias, além de estudar, leio notícias e tento escrever reflexões sobre elas. Não sabemos como será o Enem neste ano. Toda semana escrevo duas ou três redações”, conta a atendente de telemarketing Evelin Miranda, de 21 anos, que este ano decidiu estudar por conta própria, depois de duas tentativas para o curso de Direito na UFMS.

 

Aulões do Enem


No próximo dia 3 de agosto, mil candidatos poderão assistir gratuitamente a um aulão pré-Enem que será realizado pela Prefeitura de Campo Grande, dentro do programa Levanta Juventude e para alunos da rede de ensino da Capital.

 

De acordo com a Prefeitura, o aulão pré-Enem será realizado no dia 3 de agosto, das 8h às 18h no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, localizado na avenida Waldir dos Santos Pereira, S/N, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

 

A Prefeitura ressalta que o evento, contará com a presença dos professores; Sergio Campos (Linguagem), Juliano Vecchi (Física e Matemática), Milena Basso (Biologia) e participação especial dos professores Jean Azevedo (Geografia) de São José do Rio Preto-SP, Max Dantas (História) de Caxias do Sul-RS e Guilherme Vargas (Química), de Vitória-ES.

 

Decisivos
Para quem lida diariamente com quem tenta conquistar uma vaga em universidade, portanto, estes 100 dias podem ser decisivos para garantir a aprovação.

 

“É hora de aprofundar o conhecimento nos seus pontos fortes, correr atrás das matérias nas quais tem mais dificuldade e focar na otimização da rotina de estudos”, afirma Daniel Perry, diretor do Anglo Vestibulares. Ele dá seis dicas para o estudante não perder o ritmo e chegar no dia de prova preparado.

 

Organização e disciplina

A principal estratégia para ter um bom resultado no Exame é manter a organização e disciplina. O aluno deve criar um planejamento de estudos compatível com a sua rotina e definir muito bem seus horários. Se estiver em curso pré-vestibular, por exemplo, é essencial ter, pelo menos, mais quatro horas diárias de estudo além do tempo de aula.

 

“Esse período deve ser voltado para a resolução de exercícios, aprofundamento em questões teóricas e leitura, consolidando o que foi visto em sala”, afirma o diretor.

 

Desafie-se


Segundo Perry, ainda dá tempo de aprender. Portanto, o estudante pode e deve dedicar seu tempo a resolução de exercícios de maior dificuldade e que exijam um conhecimento mais aprofundados de determinada disciplina. O mesmo vale para matérias em que o candidato tem dificuldade.

 

“Nesse período, é importante que ele identifique seus pontos fracos e busque sanar as dúvidas para que futuramente possa focar apenas na revisão de conteúdos”, completa o especialista.

 

Treine redação


“Redação é treino”, afirma Perry. Para ter um bom resultado nessa parte do exame, o ideal é que o estudante faça, no mínimo, uma redação por semana. Além disso, também é válido realizar leituras mais aprofundadas sobre o que acontece no mundo de ordem política, social e cultural. Esses conteúdos podem ser cobrados nas questões, mas também podem servir de repertório para o seu texto.

 

Simulados

Simular as condições que serão impostas durante o Enem também é uma boa maneira de aproveitar esses próximos meses. Separe alguns domingos, pegue seu relógio e provas antigas. Nada de consultar o material ou fazer pausas muito longas.

 

“O foco aqui é perceber o que funciona ou não para cada estudante. Ter uma percepção maior do tempo que ele efetivamente terá para cada questão, será essencial para conquistar um bom resultado”, afirma o diretor.

 

Escolha consciente


É importante que o candidato entenda como funciona o curso no qual deseja ingressar em cada instituição. Dependendo da universidade, os pesos das áreas podem mudar e isso altera toda a estratégia de prova do estudante e quais temas devem receber mais atenção.

 

Hora de relaxar


Para impulsionar a rotina de estudos, é fundamental que a sua saúde esteja em dia. É importante dormir regularmente, ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e hobbies. Tentar conciliar tudo isso com o planejamento fará toda a diferença no resultado do exame.