Antenas de celular geram achaque a operadoras nos municípios - Caarapó Online

Caarapó - MS, sexta-feira, 23 de outubro de 2020


Antenas de celular geram achaque a operadoras nos municípios

Dificuldades para instalação são criadas de fiscais a prefeitos para 'vender' autorizações

Publicado em: 13/06/2019 às 05h24

Diário do Poder

Alvo de 50 mil reclamações anuais em razão da falta de sinal ou sinal ruim, operadoras de celular têm sido achacadas nos municípios para instalar novas antenas. Estão pendentes, hoje mais de 5 mil autorizações, diz a Anatel. Projeto do senador Major Olímpio (PSL-SP) altera a “Lei das Antenas” e institui o “silêncio positivo”. A antena será instalada se a prefeitura não se manifestar até 60 dias. A revolucionária tecnologia 5G exigirá infraestrutura e menos burocracia, alega Olímpio.

De fiscais a prefeitos, grande parte dos municípios cria dificuldades para facilitar autorização de novas antenas de telefonia celular.

O Brasil tem hoje 90 mil antenas instaladas, o mesmo número da Itália, país com tamanho demográfico equivalente ao Rio Grande do Sul.


Somente na cidade de São Paulo há mais de dois anos nenhuma nova antena pode ser instalada, e a lei sancionada vetou o “silêncio positivo”.