1ª Conferência da Agricultura familiar em Caarapó (MS) - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 22 de setembro de 2019


1ª Conferência da Agricultura familiar em Caarapó (MS)

A prefeitura de Caarapó, por meio da Secretaria Municipal da (Semagri)/Departamento Municipal de Agricultura Familiar, com apoio da Agência (Agraer), realiza no dia 28 de junho a 1ª Conferência Municipal de Agricultura Familiar. O evento está marcado para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na sede do município, com início previsto para as 7h 30.

Publicado em: 22/05/2019 às 11h23

Dilermano Alves

Mãos que alimentam o Vale foi o slogan escolhido para o encontro, que debaterá a agricultura familiar no âmbito municipal, tendo como centro das discussões palestra técnica que será proferida por Gilberto Macedo, da Agraer. Ainda deverão ocorrer debates sobre o tema e apresentação de propostas para melhorar a agricultura familiar, com a aprovação do relatório da conferência.

O prefeito André Nezzi (PSDB) explicou que a conferência tem por objetivo levantar a atual situação, propor possíveis soluções para os problemas identificados na área, além de apresentar novas propostas para o desenvolvimento da agricultura familiar no município. “É importante a presença de todos, mas especialmente dos envolvidos com a questão, pois este será um momento único para debatermos questões relacionadas à comercialização dos produtos, produção e diversificação, crédito rural e associativismo, meio ambiente, agroecologia, habitação e sucessão rural, além de outros assuntos de interesse do agricultor familiar”.

Agricultura familiar no Brasil


Levantamento feito pelo portal Governo do Brasil, em 2.018, mostra que a agricultura familiar tem um peso importante para a economia brasileira. Com um faturamento anual de US$ 55,2 bilhões, caso o País tivesse só a produção familiar, ainda assim estaria no top 10 do agronegócio mundial, entre os maiores produtores de alimentos.


Os dados fazem parte da comparação entre dados do Banco Mundial e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Quando se soma a agricultura familiar com toda a produção, o Brasil passa de oitavo maior produtor para a quinta posição, com faturamento anual de US$ 84,6 bilhões.


De acordo com o último Censo Agropecuário, a agricultura familiar é a base da economia de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes. Além disso, é responsável pela renda de 40% da população economicamente ativa do País e por mais de 70% dos brasileiros ocupados no campo.

A Lei federal 11.326/2006 prevê que agricultores familiares são aqueles que praticam atividades no meio rural, possuem área de até quatro módulos fiscais, mão de obra da própria família e renda vinculada ao próprio estabelecimento e gerenciamento do estabelecimento ou empreendimento por parentes. Também entram nessa classificação silvicultores, pescadores, indígenas e assentados pela Reforma Agrária.