Vereadora Marinalva quer estudo para implantação da Guarda Municipal e Caarapó - Caarapó Online

Caarapó - MS, terça-feira, 20 de outubro de 2020


Vereadora Marinalva quer estudo para implantação da Guarda Municipal e Caarapó

Marinalva afirmou que a implantação da Guarda Municipal vai reforçar a Segurança Pública no município

Publicado em: 14/08/2018 às 12h52

Vaner Matos

Vereadora Marinalva quer estudo para implantação da Guarda Municipal e Caarapó

A vereadora encaminhou documento  ao prefeito Mário Valério  solicitando realize estudo junto ao setor competente no sentido de implantar a Guarda Municipal em Caarapó. A vereadora justifica em sua proposição que Caarapó é um município esta em franco desenvolvimento e a Guarda seria um reforço para a Segurança Pública.
 
Em seu documento Marinalva cita que nos últimos anos várias empresas se instalaram no município atraindo novos moradores e consequentemente aumentando a necessidade de melhorar segurança e o bem estar de todos. A propositora afirma também que apenas a Polícia Civil e Polícia Militar com seu pouco efetivo  tem encontrado dificuldade para conter a prática de ilícitos. 
 
“Já que Lei Orgânica do Município prevê em seu Artigo 24 inciso XL, a instituição da Guarda Municipal, e levando em consideração as dificuldades enfrentadas pelas polícias Civil e Militar, acreditamos que a instituição de uma Guarda Municipal iria reforçar a Segurança Pública, oferecendo assim um serviço de qualidade em parceria com as outras forças”, afirmou Marinalva.
 
Fiscalização 
 
A vereadora também solicitou ao prefeito municipal Mário Valério que determine ao setor competente do município, a realização de fiscalização no que diz respeito a sonorização de propaganda volante.
 
A vereadora afirmou que sua indicação visa manter, promover a ordem e o cumprimento ao que determina o Código de Postura  quanto à propaganda de rua, através de carros de som. “Não queremos prejudicar quem trabalha, apenas, estamos pedindo uma fiscalização e orientação visto que alguns utilizam alto volume para se fazer ouvir, fato completamente desnecessário e desrespeitoso para com a população, que clama por medidas que venham solucionar este impasse” disse.
 
Marinalva cita no documento, que a maior reclamação vem de munícipes que trabalham no período noturno e que não conseguem dormir durante o dia, devido ao som proveniente de carros de propaganda que passam nas vias públicas.