Assinado Decreto de Ampliação do Parque Natural em Naviraí - Caarapó Online



Assinado Decreto de Ampliação do Parque Natural em Naviraí

Publicado em: 24/08/2017 às 09h21

Admin - oprogresso

Prefeito assina decreto referentes à ampliação de Parque Natural

No dia 18 de agosto, foram assinados pelo prefeito José Izauri de Macedo, os decretos referentes à ampliação de 6.728,8040 hectares do Parque Natural de Naviraí, que agora passa a ter 16.241,2734 hectares, sendo a maior unidade de conservação do Brasil, criada por meio de compensação de Reserva Legal.

A referida área é continua ao Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, localiza-se noBioma de Mata Atlântica e abriga espécies animais e vegetais de ampla distribuição geográfica. Ocorre a presença de predadores de grande porte como onça-pintada, onça-parda, entre outros gatos-selvagens. A avifauna da região é bastante diversa com representantes de passeriformes, aves aquáticas e aves de rapina. Ainda são encontrados répteis e anfíbios em grande diversidade como jacarés e serpentes. Sua hidrografia também é bem representada, pela sub-bacia do Rio Ivinhema, micro-bacia do Rio Laranjaí, além do Canal do Rio Mirim, sendo um local de relevante beleza.

A criação, bem como a ampliação do Parque, foi realizada de acordo com a Lei Federal n.º9.985/2000, Decreto Federal n.º 4.340/2002, Lei Federal n.º12.651/2012 e Roteiro de Criação de Unidades de Conservação do Ministério do Meio Ambiente, sendo que todo processo é avaliado pela Gerência de Unidade de Conservação do IMASUL.

A criação do Parque Natural Municipal de Naviraí teve inicio no ano de 2009, quando a Gerencia Municipal de Meio Ambiente, bem como o então proprietário da área, vislumbraram a possibilidade de preservar o local com a criação de uma Unidade de Conservação de proteção integral, para que possibilitasse também o desenvolvimento de pesquisas e ecoturismo.

O gerente de Meio Ambiente, Astolfo Carlos Mendes, destaca que a conclusão do processo de criação do Parque de Naviraí, terá um reflexo muito positivo no índice do ICMS Ecológico, bem como a possibilidade de preservar essa área que se estende desde o limite do Parque Estadual até o Rio Laranjaí.