Comemoração do Dia da Água - Caarapó Online



Comemoração do Dia da Água

(Michel K. Filho) - Responsável pela área de Meio Ambiente da CCR MSVia, formado em Engenharia Civil com especialização em Gestão Ambiental, Engenharia de Segurança do Trabalho, Produção e Qualidade.

Publicado em: 28/03/2017 às 10h26

Michel Klaime Filho

Elemento fundamental para a vida, a água não recebe a importância devida. São raras as pessoas que adotam hábitos em seu dia-dia de forma a utilizar o bem de forma econômica, sem desperdiçar. Prova disso são as campanhas de racionamento que, vez ou outra, entram em nossos lares.

De toda a água doce espalhada pela terra, 97,5% é água do mar, imprópria para o consumo humano. Temos, portanto, somente 2,5% de água doce no nosso planeta, sendo que a maior parte dessa água doce está congelada nas calotas polares. Outra parte importante está nos leitos subterrâneos e a menor parcela é a que está disponível na atmosfera, rios e lagos. É muito pouco, por isso precisamos poupar este bem tão escasso!

Captar e armazenar a água da chuva torna possível a substituição da água tratada em situações como dar descarga, regar as plantas, fazer faxina, dentre outras possibilidades. Essa é uma das maneiras mais eficientes de reduzir o volume de água tratada que usamos e pouparmos esse recurso natural tão valioso.

Com a crise hídrica que o Brasil enfrentou, também pode ser vista como uma oportunidade de negócios para empreendedores. Substituir a água tratada pela água coletada da chuva traz muitas vantagens.

Segundo as normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) presentes na NBR 15.527/2007, que dispõe sobre o aproveitamento da água da chuva nas coberturas de áreas urbanas para fins não potáveis, a água pluvial coletada é indicada para: descargas dos vasos sanitários, irrigação de jardins, limpeza de automóveis e áreas externas; lavagem de roupas, abastecimento de fontes e espelhos d’água e como reserva de incêndios.

A água proveniente da captação da chuva poderá ser ingerida, utilizada no preparo de alimentos ou no banho, desde que devidamente tratada.

Seguindo essas premissas a CCR MSVia captou em 2016 nas suas praças de pedágios aproximadamente 70 mil litros de água da chuva.

A substituição de água potável por água de chuva, além da economia de água da concessionária, resulta ainda em um ganho ambiental importante, promovendo a preservação dos mananciais de água potável para fins mais nobres. Desta maneira a CCR MSVia potencializa a economia e conta com água disponível o ano todo para utilização continua nos usos gerais.

O objetivo da CCR MSVia é conscientizar quanto à conservação e uso racional da água potável, aderindo aos novos hábitos de utilização água de chuva visando o desenvolvimento sustentável, com alternativas conscientes, de forma que a concessionária contribua com o Meio Ambiente.

A CCR MSVia utiliza metas de redução do consumo de água por postos de trabalho, com o objetivo de estimular e conscientizar os colaboradores para utilização racional da água, pois sua preservação é muito importante para garantir a qualidade de vida das gerações futuras”.

Vale ressaltar que não basta os colaboradores se mobilizarem apenas na redução de consumo de água na organização, as atitudes devem se estender para sua vida particular e disseminando em seus círculos sociais.

Considerando que a infância é o período em que as crianças formam hábitos, conceitos e ideias que são levados a sua vida adulta, a conscientização ambiental começa nas escolas, que além de explicar a importância ambiental, demonstram aos estudantes a importância da preservação ambiental no dia a dia. Para que os problemas ambientais sejam reduzidos nas futuras gerações, devemos formar hábitos de preservação ambiental e economia de recursos naturais desde os primeiros anos de vida.