Fiocruz busca voluntários para testar pílula anti-covid em Mato Grosso do Sul - Caarapó Online

CAARAPÓ - MS, sábado, 27 de novembro de 2021


Fiocruz busca voluntários para testar pílula anti-covid em Mato Grosso do Sul

A pílula não será para tratar a doença, mas sim para prevenir

Publicado em: 07/10/2021 às 07h22

Gabrielle Tavares

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai iniciar novo estudo em Mato Grosso do Sul e busca voluntários para testar um medicamento de prevenção ao coronavírus.

De acordo com a Fiocruz, a instituição será responsável apenas pelas pesquisas locais, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O medicamento é da empresa farmacêutica Merck.

A pílula não será para tratar a doença, mas sim para prevenir. Podem se voluntariar maiores de 18 anos que moram na mesma casa que pessoas que testaram positivo para Covid-19 e apresentaram ao menos um sintoma da doença, como febre, tosse ou perda de paladar e olfato.

Contudo, a pessoa infectada não pode estar internada, e seus familiares devem ter testado negativo para doença antes de receber o medicamento.

Além disso, há dois critérios em relação a vacina contra o coronavírus: não podem ter se vacinado; ou podem, desde que apenas ter sido imunizados com uma dose em prazo menor que seis dias.

O coordenador local será o membro da Fiocruz e professor da UFMS, Júlio Croda. A reportagem tentou contato com ele, mas não obteve respostas até o fim desta matéria.

Os participantes tomarão o remédio duas vezes por dia, durante cinco dias. Será administrado pílulas verdadeiras e placebos, e os pacientes serão monitorados pelas equipes.

A fase 3 do estudo clínico será iniciado na próxima semana no Brasil. Além de Mato Grosso do Sul, recebem a pesquisa os estados do Ri de Janeiro, são Paulo, Paraná, Rio Grande so Sul e Amazonas.

No mundo, o estudo está presente em países como a Guatemala, Argentina, México, Colômbia, França, Romênia, Japão, Peru, Filipinas, Hungria, Rússia, África do Sul, Turquia, Espanha, Ucrânia e Estados Unidos.