Aeroporto da Guatemala, na América Central, é fechado por cinzas do vulcão Pacaya - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 18 de abril de 2021


Aeroporto da Guatemala, na América Central, é fechado por cinzas do vulcão Pacaya

O fechamento temporário do terminal obrigou o cancelamento de nove voos internacionais, enquanto dois que chegavam ao país foram desviados a El Salvador

Publicado em: 23/03/2021 às 17h20

France Press

As autoridades guatemaltecas suspenderam nesta terça-feira (23.03) as operações no aeroporto La Aurora, no sul da capital e o único internacional do país, após a queda de cinzas provocada pela atividade constante do vulcão Pacaya.

"Devido à mudança de direção do vento de sul para norte e ao aumento da atividade vulcânica do Pacaya, existe presença de areia vulcânica no aeroporto La Aurora, razão pela qual, cuidando da segurança operacional as operações foram encerradas", informou no Twitter Francis Argueta, titular da estatal Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC).

O fechamento temporário do terminal obrigou o cancelamento de nove voos internacionais, enquanto dois que chegavam ao país foram desviados a El Salvador, disse Argueta posteriormente a jornalistas.

Cerca de trinta voos domésticos de pequenos aviões e helicópteros também foram suspensos devido à presença de material vulcânico. O aeroporto retomará as operações após a limpeza da pista e outras áreas, uma tarefa apoiada por soldados e pessoal da prefeitura, acrescentou o funcionário.

O vulcão, de 2.552 metros de altitude e situado 25 km ao sul da capital, manteve por mais de um mês uma forte atividade eruptiva com grandes fluxos de lava e explosões que lançam cinzas em áreas vizinhas e povoados distantes, segundo as mudanças de direção do vento.

Autoridades de Proteção Civil destacaram, por sua vez, que mantêm um monitoramento das comunidades estabelecidas nos sopés do vulcão, que são as mais afetadas pela chuva de cinzas e pela queda de pequenas rochas. Durante a madrugada, alguns moradores da aldeia San Francisco de Sales se reuniram em um ponto prévio à evacuação, mas depois retornaram para suas casas.

Devido à atividade do vulcão, também se mantém fechado o Parque Nacional Pacaya, importante atração turística do país, onde se encontra o maciço. O Pacaya registrou uma forte erupção em 27 de maio de 2010, que causou a morte de um telejornalista que cobria a notícia. Também causou danos em plantios.

Além do Pacaya, também estão ativos na Guatemala os vulcões de Fuego (sudoeste) e Santiaguito (oeste). O país tem cerca de 30 vulcões.