Negativado no Tesouro Nacional, Dourados (MS) está impedido de contrair recursos - Caarapó Online

Caarapó - MS, quinta-feira, 4 de março de 2021


Negativado no Tesouro Nacional, Dourados (MS) está impedido de contrair recursos

Negativado no Tesouro Nacional, Dourados está impedido de contrair recursos federais de qualquer natureza

Publicado em: 12/02/2021 às 06h34

Clóvis Oliveira

Mais da metade dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul está com a situação fiscal negativada, revela relatório divulgado em dezembro pelo Tesouro Nacional, que inclui o município de Dourados. De acordo com publicação do site MS em Brasília, a análise da capacidade de pagamento (Capag) apura as condições de Estados e municípios que desejam contrair novos empréstimos com garantia da União.

Entre as 40 prefeituras “negativadas” estão as duas maiores do Estado: Campo Grande, cujo prefeito Marquinhos Trad (PSD) foi reeleito, e Dourados, administrada por Alan Guedes (PP), que tomou posse em janeiro, no lugar de Délia Razuk (PL). As duas cidades obtiveram classificação C.

O objetivo do índice Capag é apresentar de forma simples e transparente se um novo endividamento representa risco de crédito para o Tesouro Nacional. São levados em conta três indicadores econômicos: endividamento, poupança corrente e índice de liquidez.

Confira a publicação

Onze dos 40 municípios com classificação negativa não forneceram informações necessárias ao Tesouro Nacional. São eles: Alcinópolis, Anastácio, Angélica, Antonio João, Chapadão do Sul, Costa Rica, Eldorado, Figueirão, Japorã, Sete Quedas e Sonora.

Outros 39 municípios, no entanto, tiveram classificação entre A e B, o que faculta a seus administradores solicitarem empréstimo com aval da União. Entre eles estão Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá, três das cinco maiores cidades do Estado. Também integram a lista “positiva” as cidades de Sidrolândia, Coxim, Nova Andradina, Maracaju e Bonito.

No documento, o órgão esclarece que o conjunto de dados contém as notas obtidas pelos municípios em cada um dos três indicadores avaliados. “O resultado apurado não é a posição do Tesouro. O cálculo definitivo será feito por ocasião da verificação do cumprimento dos limites e condições para contratação de operações de crédito com garantia da União”, conclui.