José Marcos é o 'peãozinho' que gosta de roça e 'trabalha' brincando - Caarapó Online

Caarapó - MS, terça-feira, 9 de março de 2021


José Marcos é o 'peãozinho' que gosta de roça e 'trabalha' brincando

Ao lado dos pais, menino de apenas 1 aninho já faz várias peripécias no campo, aprendendo desde cedo a vida e o trabalho rural

Publicado em: 24/01/2021 às 06h41

Campo Grande News

Antes mesmo de vir ao mundo, o menininho José Marcos já sentia o "balanço" da roça – isso dentro da barriga da mãe Giane Cardozo, agricultora de 26 anos. Quando nasceu, não era de se esperar por menos: o gosto pelo rural estava no sangue. Com 1 ano e 5 meses, é sapeca, curioso e não tem medo de quase nada. Monta em cavalo com sela feita especialmente pra ele, "dirige" trator (sua paixão) gigante e até cultiva a terra ao lado do pai e também agricultor Gustavo Scalabrin, 28 anos.

"Nada de 'mamãe' ou 'papai', a primeira palavra dele foi mesmo 'trator'. Desde então, tudo que ele fala é relacionado à roça, uma graça esse meu 'peãozinho' fofo", brinca a mãe.

Suspeita, ela garante que o filho é uma criança muito doce, emanando um brilho diferenciado – o que ela justifica pelo fato dele estar sempre envolto na natureza, brincando de aprender e vivendo uma vida mais pacata ao lado dos pais, isso no município de Naviraí, distante 364 quilômetros de Campo Grande. "Nós, como pais, fazemos questão de levá-lo para o nosso meio, mostrando que atividade que exercemos é de total paixão. Inclusive, isso vem de lá atrás, pelos seus avós. Somos uma família totalmente agro", esclarece Giane.

Naturais de Marialva, no Paraná, ela e o esposo Gustavo vieram para MS há 3 anos. Anteriormente, o marido já trabalhava com agricultura aqui no estado desde 2002. Assim que se casaram, mudaram para Naviraí, onde possuem duas propriedades rurais as quais administram juntos.

A infância na roça do filho José Marcos é muito parecida com as experiências dos pais quando também eram crianças no Paraná. Ambos nasceram e foram criados em sítios, sempre respirando o cheirinho de fazenda.

"Corríamos por tudo, nos sujávamos de barro e brincávamos com os animais. Isso nos fez as pessoas que somos hoje", afirma.

Nas redes sociais, a mãe faz questão de mostrar a rotina do seu "peãozinho". Na realidade, tudo começou quando Giane criou uma conta no TikTok e postou um vídeo do filho em abril do ano passado. Agora, já soma mais de 2 milhões de curtidas e 300 mil seguidores.

"No começo tive um pouco de medo. Pensei até em apagar, mas o meu marido desestimulou da ideia, porque não tinha um comentário negativo sequer, apenas de incetivo. Existem várias contas infantis no Instagram e resolvi criar uma só para o Zé. Passo dicas de quase tudo, informações da sua rotina até os looks que compartilho", explica.

"Tem várias brincadeiras que eu e o Gui fazemos com ele, como um vídeo em que 'dirige' trator, anda a cavalo, brincando junto dos animais e nas plantações. Mas tudo com segurança. Por mais que a gente não apareça na tela, estamos lá sempre monitorando ele", acrescenta.

"Não queremos que ele cresça limitado ao urbano, mas na liberdade do campo, descobrindo por si só um universo da simplicidade, da natureza e de muito trabalho. Cada dia que passa é possível ver a paixão nos seus olhos", finaliza Giane.