Wajngarten analisa eleições e diz que Bolsonaro 'eliminou a esquerda' - Caarapó Online

Caarapó - MS, segunda-feira, 19 de abril de 2021


Wajngarten analisa eleições e diz que Bolsonaro 'eliminou a esquerda'

O segundo turno, realizado no domingo em 57 cidades, mostrou novamente derrotas de candidatos apoiados pelo presidente e por partidos de esquerda

Publicado em: 30/11/2020 às 18h32

Ellen Cristie

O secretário especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten, analisou pelas redes sociais o desempenho do presidente Jair Bolsonaro. O segundo turno, realizado no domingo (29.11) em 57 cidades, mostrou novamente o predomínio de derrotas de candidatos apoiados pelo presidente e por partidos de esquerda.

Para justificar a fala, o secretário citou o desempenho do PT. O partido não elegeu nenhum prefeito nas capitais do país, essa é a maior prova da queda da esquerda.

“No Rio, em São Paulo e Belo Horizonte, as três maiores capitais do país, o PT ficou de fora do segundo turno. E em Recife apostou tudo na candidatura de Marília Arraes (PT-PE), com apoio ostensivo de Lula, e perdeu”, escreveu.

Apesar da fala de Weingarten, nenhum dos candidatos apoiados por Bolsonaro no Rio, São Paulo e Belo Horizonte venceram as eleições. Em São Paulo e Belo Horizonte, os candidatos Celso Russomanno (Republicanos-SP) e Bruno Engler (PRTB-MG) nem ao mesmo chegaram ao segundo turno.

O candidato de Bolsonaro no Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi derrotado no segundo turno por Eduardo Paes (DEM). Segundo o Weingarten, o presidente está “levando o país para o rumo certo” ao “varrer o PT do mapa político e derrotar as esquerdas que nada fizeram”.

Apesar disso, Bolsonaro viu a maioria dos concorrentes que apoiou diretamente ser derrotados neste domingo. Sua única vitória em capitais foi a eleição de Tião Bocalom (PP), em Rio Branco, no Acre (PP-AC).