Sinergia entre chefias da Embrapa no MS gera benefícios para a sociedade - Caarapó Online

Caarapó - MS, terça-feira, 24 de novembro de 2020


Sinergia entre chefias da Embrapa no MS gera benefícios para a sociedade

Sinergia entre Chefias da Embrapa no Mato Grosso do Sul gera benefícios para a sociedade

Publicado em: 20/11/2020 às 17h07

Christiane Congro Comas

As Chefias das três Unidades de pesquisa da Embrapa no Mato Grosso do Sul – Agropecuária Oeste (Dourados), Gado de Corte (Campo Grande) e Pantanal (Corumbá) - reuniram-se virtualmente na quinta-feira, 12.11, com o objetivo de dar boas vindas a nova equipe de gestores da Embrapa Gado de Corte, compartilhar informações sobre as ações de cooperação que estão em andamento e identificar novas possibilidades de articulação.

Campo Grande - O novo Chefe-Geral da Embrapa Gado Corte, Antonio do Nascimento Ferreira Rosa, que também já foi pesquisador e Chefe-Geral da Embrapa Pantanal, na década de 90, acredita que as três Unidades formam um só time e enfatizou “precisamos nos articular para vencer”.

Antônio Lara Rosa, que tem 45 anos de experiência como pesquisador, destacou ainda a importância das parcerias com a iniciativa privada, que são fundamentais para o avanço das pesquisas e relembrou “quando eu cheguei na Embrapa Gado de Corte fui contratado para trabalhar com genética animal, mas não tinha rebanho. Assim, precisei buscar parceria com a iniciativa privada”.

Por sua vez, Ronney Mamede disse que “o trabalho em conjunto gera economia e possibilita que as equipes fiquem mais fortes e gerando economia para a Embrapa”. Para ele, é muito importante que os esforços para que as equipes das três Unidades que vêm se integrando, ao longo dos últimos anos, tenham continuidade.

Ele destacou os resultados da força-tarefa para realização de análises de exames de Covid-19 e disse “a vinda das pessoas das equipes laboratoriais das outras Unidades, foram fundamentais para compor e reforçar a criação dessa nova equipe da força-tarefa”. Para concluir, Mamede disse “juntos vamos mais longe, de forma mais rápida e conseguimos fazer mais”.

Corumbá - O Chefe-Geral da Embrapa Pantanal, Jorge Antonio Ferreira de Lara explicou que o Pantanal tem uma pluralidade muito grande e acrescentou “o bioma pantaneiro tem perfis muito diferentes e para atender toda essa demanda necessitamos das parcerias com as outras Unidades”. Ele explicou que para viabilizar o atendimento dessas necessidades, foi criado em 2018, um Núcleo de Pesquisa, dentro da Embrapa Gado de Corte, que conta com a presença de alguns pesquisadores da Embrapa Pantanal, que contribuem com essas trocas de informações.

Antonio Lara comentou ainda que sua expectativa é que essa parceria se intensifique ainda mais, proporcionando resultados positivos para a sociedade e disse “já existem informações que servem como um observatório de afinidades entre as duas Unidades”. E completou afirmando “as duas Unidades refletem as demandas da sociedade em relação à produção pecuária e com pesquisas relacionadas à reprodução animal e as pastagens. Temos a oportunidade de adaptar pastagens desenvolvidas pela Embrapa Gado de Corte ao bioma Pantanal. Da mesma forma, podemos trabalhar com melhoramento das pastagens nativas pantaneiras, podendo proporcionar bons resultados em termos de melhoramento genético”. Segundo ele, um limitante para o pasto do Pantanal é o entrelaçamento das pastagens e informou que “com o melhoramento genético esse desafio pode ser superado”.

Lara também enfatizou a parceria das três Unidades no campo administrativo. Segundo ele, várias ações estão sendo desempenhadas, possibilitando boas soluções, como por exemplo, a realização da SIPAT MS 2020, realizada de forma integrada e virtual no MS. Para finalizar, ele acrescentou que “existem várias oportunidades, mas cada uma delas implica em aumento dos desafios Estamos procurando crescer e agir, de maneira integrada, buscando extrair melhor de cada Unidade”.

Lara também enfatizou a parceria das três Unidades no campo administrativo. Segundo ele, várias ações estão sendo desempenhadas, possibilitando boas soluções, como por exemplo, a realização da SIPAT MS 2020, realizada de forma integrada e virtual no MS. Para finalizar, ele acrescentou que “existem várias oportunidades, mas cada uma delas implica em aumento dos desafios Estamos procurando crescer e agir, de maneira integrada, buscando extrair melhor de cada Unidade”.

Dourados (MS) - O Chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Harley Nonato de Oliveira parabenizou a nova equipe de gestores e agradeceu a oportunidade de interagir e estabelecer trocas entre as Chefias. Para ele, essa reunião on-line possibilitou que a nova equipe possa conhecer os demais gestores, favorecendo a união de esforços e complementando as atividades da Embrapa em prol do agro no MS.

“Uma ação que merece destaque foi realizado junto à Câmara de Deputados no Mato Grosso do Sul, buscando viabilizar recursos financeiros para a instalação de energia fotovoltaica nas três Unidades. Além disso, a integração das Chefias por meio de WhatsApp e reuniões virtuais também merecem destaque”, disse Oliveira.