Experiência com a pandemia pode incluir o home office no Governo do estado do Paraná - Caarapó Online

Caarapó - MS, quinta-feira, 26 de novembro de 2020


Experiência com a pandemia pode incluir o home office no Governo do estado do Paraná

Experiência com a pandemia pode incluir o home office no Governo paranaense

Publicado em: 21/10/2020 às 06h12

Bem Paraná

A experiência durante a pandemia mostrou bons resultados do teletrabalho e da adoção de tecnologias, que mantiveram os serviços funcionando. Agora, o governo do Paraná estuda a permanência do trabalho remoto, além de atualizar legislações, capacitar e desenvolver o servidor.

Ontem, o chefe da Casa Civil, Guto Silva, reuniu a procuradora- geral do Estado, Letícia Ferreira; o controlador geral, Raul Siqueira, e o secretário da Administração e da Previdência, Marcel Micheletto, para definir as linhas de trabalho de um grupo multidisciplinar que será criado nos próximos dias com esse objetivo.

O teletrabalho, que poderá ser adotado pelo governo em algumas áreas, será analisado com base em indicadores de desempenho e de redução de custos obtidos de fim de março até o fim de setembro, período em que o decreto que instituiu o trabalho remoto esteve em vigor. Também serão avaliadas questões tecnológicas e de gestão.

Balanço parcial realizado de abril a junho deste ano, indicou uma redução de 30,4% nas despesas administrativas como reflexo direto do trabalho remoto e das restrições de circulação no período. Houve queda nas despesas com serviços de água, esgoto, luz, telefonia, abastecimento da frota oficial e com viagens de servidores.

A experiência forçada mostrou que o teletrabalho pode trazer vantagens para o governo e para os servidores.

Na área de legislação, o objetivo é revisar as leis relacionadas ao serviço público que foram editadas durante a pandemia e que poderão ou não ser atualizadas. Entram neste eixo, ainda, o código de conduta e o estatuto do servidor.

Já a capacitação e desenvolvimento humano vai contar com a experiência das áreas de recursos humanos do governo e da Escola de Gestão para realização de seminários, cursos e o apoio aos servidores.