Navio gigante movido a energia eólica poderá transportar até 7 mil carros - Caarapó Online

Caarapó - MS, sábado, 24 de outubro de 2020


Navio gigante movido a energia eólica poderá transportar até 7 mil carros

Navio movido a energia eólica poderá transportar até 7 mil carros

Publicado em: 27/09/2020 às 19h12

NextWeb

Um consórcio sueco formado pelo KTH Royal Insititute of Technology, de Estocolmo, a consultoria marítima SSPA, e sob a supervisão dos designers de navios da companhia Wallenius Marine, desenvolveu o Wind Powered Car Carrier (wPCC), um cargueiro transatlântico movido a energia eólica.

Enquanto o segmento de veículos elétricos para usuários finais tem registrado forte crescimento nos últimos anos, no mundo comercial, ele não deu grandes saltos, principalmente quando falamos de transporte marítimo.

Navios elétricos não são uma abordagem muito próxima de carros elétricos, uma vez que o peso das baterias teria muito mais relevância no mar do que na terra. Por isso, ao invés de usar baterias, o wPCC usa “velas” que são impulsionadas pela força do vento, transmitindo o impulso para o casco, exatamente como faz um barco veleiro.

Diz-se que a tecnologia é capaz de reduzir as emissões em cerca de 90%. O objetivo é um navio oceânico destinado a navegar a cerca de 10 nós. Nesse caso, espera-se que seja o primeiro novo navio à vela para o tráfego de carga comercial oceânica desde que os marinheiros brutos construídos em aço foram lançados no início do século 20, escreve Sjöfartstidningen.

O projeto é apoiado pela Administração de Transporte Sueca, que está contribuindo com 27 coroas suecas (SEK) milhões para o desenvolvimento de uma embarcação de transporte de carros movidos a vento durante 2019–2022. Eles são distribuídos entre os participantes do projeto de forma que Wallenius Marine receba 6,6 milhões de coroas suecas, SSPA 14 milhões de coroas  e KTH (SEK) 6,5 milhões de coroas suecas.

- De forma inovadora, muda as condições do transporte marítimo oceânico, diz Per Tunell.

Sjöfartstidningen O Facebook também publica um filme informativo do próprio Wallenius . Descreve como o sucesso depende do desenvolvimento de um mercado de transporte mais lento, onde o custo do combustível seja menor. Os motores usados ​​em casos excepcionais devem, no entanto, garantir que os transportes possam cumprir os prazos prometidos, mesmo quando o vento sopra na direção errada.


Até 90% mais limpo que navios comuns


O wPCC é um pouco mais curto que um navio contêiner de porte médio, mas é muito mais alto, devido às velas. Ele tem 200 metros de comprimento, 40 metros de largura e 100 metros de altura, sendo 20 metros do navio em si e mais 80 metros das velas.

Por razões de segurança e para entrar e sair do porto, o cargueiro terá motores adicionais, que deverão ser elétricos, a fim de manter seu aspecto sustentável.

Por falar em sustentabilidade, o wPCC será capaz de transportar até 7 mil veículos, emitindo até 90% menos gases que um navio movido a combustíveis fósseis de mesmo porte.

O wPCC está previsto para começar a operar em 2024, e, por enquanto, só tem uma desvantagem em relação às embarcações que usam energia não-renovável: ele deverá levar 12 dias para atravessar o Atlântico, quase o dobro do tempo necessário para um navio comum, que cruza o oceano em sete dias.