Vladimir Putin divulgou que a Rússia criou a primeira vacina contra o vírus nCoV-19 - Caarapó Online

Caarapó - MS, domingo, 20 de setembro de 2020


Vladimir Putin divulgou que a Rússia criou a primeira vacina contra o vírus nCoV-19

Comunidade científica vê com cautela a rapidez empregada pelos russos nas fases de testes

Publicado em: 12/08/2020 às 06h37

Rodrigo Almeida

O presidente russo Vladimir Putin declarou na terça-feira,11.08, que a Rússia registrou a primeira vacina contra o novo coronavírus (nCoV-19)no mundo. Ele afirma que a vacina pode criar “imunidade duradoura”.


A Organização Mundial da Sáude (OMS) vê com cautela o anúncio. Segundo nota oficial, a organização está em contato com o governo russo para averiguar a eficácia da vacina. “A fase de pré-qualificação de qualquer vacina requer uma rigorosa revisão e certificação de dados relacionados à segurança e eficácia”, disse a porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic.


Outra preocupação da comunidade científica internacional é que as etapas para desenvolvimento do agente tenham sido aceleradas ou não cumpridas. Putin ainda revelou que uma das filhas dele já foi imunizada pela possível nova vacina. De acordo com ele, ela fazia parte do grupo de testes final.


Alvo de um intenso imbróglio em julho, a Rússia foi acusada de ter roubado tecnologia do Reino Unido, Canadá e Estados Unidos para o desenvolvimento da vacina. A acusação foi feita pelo Centro de Cyber Segurança do Reino Unido, mas até hoje nada foi provado.


Atualmente existem seis vacinas em estágio final que são fontes de esperança. As duas principais são a chinesa Sinovac, em parceria com o Butatan, e a vacina de Oxford, em colaboração com a Universidade do Federal de São Paulo (Unifesp), são as mais animadoras.