Perguntas que surgiram sobre a PANDEMIA do nCoV-19 - Caarapó Online

Caarapó - MS, quinta-feira, 22 de outubro de 2020


Perguntas que surgiram sobre a PANDEMIA do nCoV-19

Perguntas que surgem sobre a PANDEMIA, respondidas pelo jornal New York Times

Publicado em: 30/04/2020 às 19h47

New York Times

O que se deve fazer se estiver sentindo enjôo?

Se você foi exposto ao coronavírus ou pensa estar com febre ou sintomas como tosse ou dificuldade em respirar, ligue para um médico. Eles devem dar conselhos sobre se você deve fazer o teste, como fazer o teste e como procurar tratamento médico sem potencialmente infectar ou expor outras pessoas.


Qual a diferença entre nCoV-19 e COVID-19 ?

A questão da doença é a mesma, mas o correto é que o VÍRUS é o nCoV-19 (ou 19-nCoV ou SARS NCov19) e a doença da pandemia é a COVID-19

Quando isso vai acabar?

Essa é uma pergunta difícil, porque depende muito de quão bem o vírus está contido. Uma pergunta melhor pode ser: "Como saberemos quando reabrir o país?" Em um relatório do American Enterprise Institute, destacaram quatro condições para recuperação:

os hospitais do estado devem poder tratar com segurança todos os pacientes que necessitam de hospitalização, sem recorrer a crises padrões de atendimento;

o estado precisa ser capaz de, pelo menos, testar todos as pessoas que têm sintomas;

o estado é capaz de realizar o monitoramento de casos e contatos confirmados;

e deve haver uma redução sustentada nos casos por pelo menos por 14 dias.


Como posso ajudar as pessoas?

Existem várias campanhas especiais para ajudar as pessoas afetadas, que aceita doações aqui. O Rotary Clube, a APAE, que avalia instituições de caridade usando um sistema baseado em números, possui uma lista contínua de organizações sem fins lucrativos que trabalham em comunidades afetadas pelo surto. Você pode doar sangue através da entidade de Dourados que recebe doadores, e algumas empresas intervieram para distribuir refeições nas principais cidades. Mais de 30.000 angariadores de fundos GoFundMe relacionados ao coronavírus começaram nas últimas semanas.


Devo usar uma máscara?

O Centro de Controle de Doenças (C.D.C) americano recomendou que todos usem máscaras de pano se saírem em público. Essa é uma mudança nas orientações federais, refletindo novas preocupações de que o coronavírus esteja sendo disseminado por pessoas infectadas que não apresentam sintomas. Até agora, o Centro de Doenças (EUA), como o W.H.O., recomendava que as pessoas comuns não precisassem usar máscaras, a menos que estivessem doentes e tossindo. Parte do motivo foi preservar as máscaras de nível médico para os profissionais de saúde que precisam desesperadamente delas no momento em que estão em falta contínua. As máscaras não substituem a lavagem das mãos e o distanciamento social recomendado.


Como faço para fazer o teste?

Se você está doente e acha que foi exposto ao novo coronavírus, a recomendação é que você ligue para seu médico e explique seus sintomas e medos. Eles decidirão se você precisa fazer o teste. Lembre-se de que existe uma chance - por falta de kits de teste ou por ser assintomático, por exemplo - não será possível fazer o teste. Algumas pessoas cujos sintomas são exclusivos da COVID-19 devem procurar imediatamente um posto de saúde.

Como o coronavírus se espalha?

Parece se espalhar muito facilmente de pessoa para pessoa, especialmente em residências, hospitais e outros espaços confinados. O patógeno pode ser transportado em pequenas gotículas respiratórias que caem quando são tossidas ou espirradas. Também pode ser transmitido quando tocamos uma superfície contaminada e depois tocamos nosso rosto.


Já existe uma vacina?

Não. Os ensaios clínicos estão em andamento nos Estados Unidos, China e Europa. Mas autoridades americanas e executivos farmacêuticos disseram que uma vacina permanece a pelo menos 12 a 18 meses em testes, em geral QUATRO ANOS para se ter uma vacina segura.


O que torna esse surto tão diferente?

Ao contrário da gripe, não há tratamento ou vacina conhecida e pouco se sabe sobre esse vírus em particular até o momento. Parece ser mais letal que a gripe, mas os números ainda são incertos. E atinge os idosos e aqueles com condições subjacentes - não apenas aqueles com doenças respiratórias - particularmente difíceis.


E se alguém da minha família ficar doente?

Se o membro da família não precisar de hospitalização e puder ser tratado em casa, você deve ajudá-lo com necessidades básicas e monitorar os sintomas, mantendo também a maior distância possível, de acordo com as diretrizes emitidas pela saúde. Se houver espaço, o membro da família doente deve ficar em uma sala separada e usar um banheiro separado. Se houver máscaras disponíveis, a pessoa doente e o cuidador devem usá-las quando o cuidador entrar na sala.

Certifique-se de não compartilhar pratos ou outros utensílios domésticos e limpar regularmente superfícies como balcões, maçanetas, banheiros e mesas. Não se esqueça de lavar as mãos com frequência.


Devo estocar mantimentos?

Planeje duas semanas de refeições, se possível. Mas as pessoas não devem acumular alimentos ou suprimentos. Apesar das prateleiras vazias, a cadeia de suprimentos continua forte. E lembre-se de limpar a alça do carrinho de compras com um pano desinfetante e lavar as mãos assim que chegar em casa. E tirar a máscara antes de lavar as mãos.


Posso ir na praça ou levar as crianças no parquinho?

Sim, mas mantenha distância de um metro e meio entre você e as pessoas que não moram em sua casa. Mesmo se você apenas sair em um parque, em vez de correr ou caminhar, tomar um pouco de ar fresco e esperançosamente sol, é uma boa idéia. Se em sua cidade não for permitido, invente jogos, desenho pintura e outros a fim de ter entretenimento.


Posso retirar meu dinheiro, no caixa eletrônico, dos mercados?

Isso não é uma boa idéia. Mesmo se você estiver aposentado, tenha um portfólio equilibrado de ações e títulos para que seu dinheiro acompanhe a inflação, ou até terminar a quarentena, faz sentido. Porém, os aposentados podem pensar em ter dinheiro suficiente reservado para um ano de despesas de moradia e grandes pagamentos necessários nos próximos cinco anos.


O que devo fazer com o meus depósitos mensais para aposentadoria?

Observar o seu equilíbrio subir e descer pode ser assustador. Você pode estar se perguntando se deve diminuir suas contribuições - não! Se seu empregador corresponder a qualquer parte de suas contribuições, economize pelo menos o máximo possível para obter esse "dinheiro grátis", mais a frente.


Quando terminar as parcela de R$ 600 o que devo fazer?

Bem, pode em primeiro lugar tentar "segurar" este dinheiro, pelo maior tempo possível. Pague parte das dívidas mais urgentes, ou renegocie, os R$ 600 não serão eternos. Compre comida em em quantidade razoável, e economize em coisas supérfluas (perfumes, brinquedos, rifas, apostas, "ação entre amigos", revistas, etc). Espera-se que esta situação termine em 15 de JUNHO, acreditamos que dá para se cuidar e chegar na reta final.