Um mês de aulas EaD, alunos contaram com iniciativas e novas plataformas de estudo - Caarapó Online

Caarapó - MS, quarta-feira, 27 de maio de 2020


Um mês de aulas EaD, alunos contaram com iniciativas e novas plataformas de estudo

Em 1 mês de aulas remotas, alunos de MS contaram com iniciativas criativas e novas plataformas de estudo

Publicado em: 27/04/2020 às 08h27

Douradosagora

O mês de março foi marcado pela chegada do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul e a mudança na rotina da população em todo o Estado. Nas 352 unidades escolares da Rede Estadual de Ensino (REE) não foi diferente e, desde o dia 23.03, os 210 mil estudantes passaram a ser atendidos de forma "não presencial", com a adoção das Aulas Remotas Vinculantes realizadas por meio de plataformas e com o auxílio de recursos como aplicativo de mensagens e canais voltados para a distribuição de conteúdos audiovisuais.

Na última quinta-feira (23.04) foi completado um mês de atividades nesse formato e o balanço numérico mostrou que a alternativa já apresenta importantes resultados. Um levantamento realizado pela equipe da Secretaria de Estado de Educação (SED), nestes primeiros dias, constatou que 47% dos estudantes foram atendidos – apenas – por meio dos recursos tecnológicos e outros 44%, que possuem conectividade, fizeram o uso de materiais impressos para complementação. Por fim, 7% foram atendidos somente com materiais impressos e 2% não foram atendidos.

O saldo é de que, ao todo, foram mais de 90% dos estudantes atendidos – de forma integral ou parcial – com o uso de ferramentas tecnológicas e o destaque ficou para o uso da Plataforma Protagonismo Digital, responsável por levar diversos instrumentos para que professores e estudantes mantivessem o contato durante a suspensão das atividades presenciais. Com isso, foram criadas verdadeiras turmas virtuais para o envio e recebimento dos conteúdos, diariamente, formulados pelos docentes que também passaram a trabalhar de casa.

Com a suspensão das atividades presenciais, site de EE da Capital se tornou fundamental para o compartilhamento de conteúdos das aulas.

Outro ponto, durante este primeiro mês de aulas não presenciais, foi a inovação das escolas, que adotaram medidas criativas para compartilhar os conteúdos e para acompanhar o desenvolvimento das atividades. Gestores de diversas escolas trabalharam para criar sites com o uso de ferramentas dinâmicas como o WordPress e verdadeiros portais de conteúdo com domínio privados e repletos de recursos multimídia para os estudantes. Para o atendimento de casos pontuais e dúvidas, a alternativa foram os aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhastApp.

O movimento mais significativo deste período ficou para este final de abril, com o lançamento de uma parceria do Governo do Estado com a Google, no último dia 22.04, que possibilitou a criação de 230 mil contas de e-mail para uso da plataforma Google Classroom, que faz parte do serviço Google for Education, uma iniciativa que visa levar – por meio dos recursos tecnológicos – todo o pacote de aplicativos da empresa para a criação de ambientes virtuais voltados para a aprendizagem.

Para os estudantes sem acesso à internet ou com baixa conectividade, a alternativa foi em busca da praticidade. As escolas da REE passaram a fornecer materiais impressos que ficaram à disposição de alunos, pais e responsáveis para retirada na própria unidade escolar.